segunda-feira, 9 de maio de 2016

Iniciaram hoje(09) as inscrições para o Enem


As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) form abertas hoje(09), às 10h, no horário de Brasília e terminarão às 23h59 do dia 20. As provas serão aplicadas nos dias 5 e 6 de novembro. A taxa de inscrição será de R$ 68.
A inscrição é feita pela internet, no site do Enem. O participante deve ter em mãos, no ato da inscrição, o CPF e o número do documento de identidade. Deve também informar um endereço de e-mail. Só é possível fazer uma inscrição por e-mail, assim, cada estudante deverá ter e-mail próprio. O instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame, vai usar o endereço e o telefone celular informado para se comunicar com o participante.
Ao fazer a inscrição o participante informará se necessita de algum atendimento específico ou especializado e se é sabatista – aqueles que, por convicção religiosa, guardam o sábado, reservando o dia para descanso e oração. Eles podem fazer o exame após o pôr do sol.
O atendimento especializado é oferecido as pessoas com baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual (mental), surdocegueira, dislexia, déficit de atenção, autismo, discalculia ou com outra condição especial. O atendimento específico é destinado as gestantes, lactantes, aos idosos, estudantes em classe hospitalar e sabatistas.
É também na inscrição, que o estudante informa se quer utilizar o resultado do Enem para certificação do ensino médio. Para isso é preciso ter 18 anos completos até o primeiro dia de execução das provas. A inscrição só é confirmada após o pagamento da taxa de R$ 68. O prazo para que isso seja feito é até as 21h59, no horário de Brasília, do dia 25. São isentos da taxa os estudantes concluintes do ensino médio em escolas públicas e os participantes de baixa renda.
Uma das novidades deste ano é que o estudante poderá pagar a taxa de inscrição em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos Correios. Até o ano passado, a inscrição era paga apenas nas agências do Banco do Brasil.
A nota do Enem é usada na seleção para vagas em instituições públicas, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), bolsas na educação superior privada por meio do programa Universidade para Todos (ProUni) e vagas gratuitas nos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec).
O resultado do exame também é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e participar do programa Ciência sem Fronteiras. Para pessoas maiores de 18 anos, o Enem pode ser usado como certificação do ensino médio.

Presidente em exercício da Câmara anula votação do impeachment

O presidente interino da Câmara, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), decidiu nesta segunda-feira (9) anular a votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff, ocorrida no dia 17 de abril. Ele acolheu pedido feito pelo advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo.
O deputado do PP, que substituiu Eduardo Cunha na presidência da Câmara na semana passada depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu afastar o peemedebista do comando da casa legislativa, marcou uma nova votação do pedido impeachment para daqui a 5 sessões do plenário da Câmara.
Em nota divulgada à imprensa, Maranhão diz que a petição da AGU ainda não havia sido analisada pela Casa e que, ao tomar conhecimento dela, resolveu acolher. Na decisão, ele argumenta “ocorreram vícios que tornaram nula de pleno direito a sessão em questão”.
Para Maranhão, os partidos políticos não poderiam ter fechado questão a favor ou contra o impeachment. Quando há o chamado fechamento de questão, os deputados devem seguir a orientação partidária sob pena de punição, como expulsão da legenda.
“Não poderiam os partidos políticos terem fechado questão ou firmado orientação para que os parlamentares votassem de um modo ou de outro, uma vez que, no caso deveriam votar de acordo com as suas convicções pessoais e livremente”, destacou o presidente em exercício da Câmara na decisão.
Maranhão argumenta ainda que os deputados não poderiam ter anunciado suas posições antes da sessão da Câmara que decidiu dar continuidade ao processo de afastamento da presidente Dilma. Ele também afirma que a defesa de Dilma deveria ter tido o direito de falar durante a votação do impeachment.
“Não poderiam os senhores parlamentares antes da conclusão da votação terem anunciado publicamente seus votos, na medida em que isso caracteriza prejulgamento e clara ofensa ao amplo direito de defesa que está consagrado na Constituição. Do mesmo modo, não poderia a defesa da senhora Presidente da República ter deixado de falar por último no momento da votação, como acabou ocorrendo”, afirma.
Por fim, Maranhão alegou que o resultado da votação deveria ter sido formalizado por resolução, por ser, segundo ele, o que dispõe o regimento interno da Câmara dos Deputados e o que estava previsto no processo de impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Mello.
“Por essas razões anulei a sessão realizada nos dias 15, 16 e 17 e determinei que uma nova sessão seja realizada para deliberar sobre a matéria no prazo de 5 sessões contados da data em que o processo for devolvido pelo Senado à Câmara dos Deputados”, disse.
“Para cumprimento da minha decisão, encaminhei ofício ao presidente do Senado, para que os autos do processo de impeachment sejam devolvidos à Câmara dos Deputados”, concluiu Waldir Maranhão.
1
2
Do G1

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Lagoa de Velhos/RN: Secretaria de Assistência Social realiza mais uma entrega de Kits para bebês

Na manhã desta sexta(06), foi realizado pela Prefeitura Municipal de Lagoa de Velhos, através da Secretaria de Assistência Social, na sede do CRAS, mais uma entrega de Kits enxoval, na oportunidade foram entregues 08 kits compostos por banheira, bolsa, fraldas, kit higiene, conjunto pagão, conjunto para berço, manta, toalha, cueiro e meias.
Vale salientar que os kits foram confeccionados individualmente por cada mãe, com acompanhamento do CRAS de nosso município e total apoio da prefeitura municipal.
Estiveram presentes a Secretária de Assistência Social Ana Araújo, a coordenadora do CRAS Tatiana Pimentel, a enfermeira Patrícia, a vereadora Chagas e equipe do CRAS.













Campanha contra febre aftosa segue até 31 de maio em todo o RN

febre
febre

O Governo do Estado, por meio do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN (Idiarn), deu início à primeira etapa da campanha de vacinação contra febre aftosa em todo o Rio Grande do Norte. Os produtores devem se dirigir a uma revenda credenciada pelo Idiarn e Ministério da Agricultura, adquirir a vacina, imunizar o rebanho e efetuar a declaração junto ao Instituto, escritório da Emater/RN ou secretarias de Agricultura de seu município. A primeira etapa da campanha segue até o dia 31 de maio em todo o estado.
A expectativa do diretor geral do Idiarn, Camillo Collier, é vacinar 95% do rebanho potiguar, índice 3% maior do que o conquistado na primeira etapa de 2015 e 4,5% maior do que o alcançado em novembro do ano passado, quando foi realizada a segunda fase. Depois de imunizado o rebanho, o produtor precisa declarar a vacina, o que pode ser feito até o dia 15 de junho nos escritórios do Idiarn, Emater/RN ou secretarias municipais de Agricultura.
Segundo o diretor de defesa e inspeção sanitária animal do Idiarn, Renato Dias Maia, a vacinação é importante porque mantém o Rio Grande do Norte com o status livre da febre aftosa com vacinação. “Além da garantia de um rebanho saudável para o produtor, a imunização dá a ele a possibilidade de transportar seus animais para todo o Brasil”, destaca.
O produtor que não vacinar seu rebanho fica inadimplente com o Idiarn e corre o risco de ser multado, além de perder o acesso às linhas de crédito das instituições financeiras e benefícios concedidos pelo Governo do Estado. De acordo com o Instituto, o rebanho bovino do Rio Grande do Norte hoje está em 955 mil cabeças.

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Delcídio entregou ‘elementos’ que incriminam Lula, e organização criminosa não operaria sem ex-presidente, afirma Janot

O senador Delcídio Amaral (ex-PT-MS) entregou à Procuradoria-Geral da República uma série de documentos que, segundo ele, comprovam seu encontro com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para tramar contra a Operação Lava Jato. Lula foi denunciado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF) por obstrução à Justiça.
O procurador também pediu a inclusão do petista no inquérito mãe que investiga dezenas de políticos por suspeita de envolvimento com o esquema de corrupção na Petrobrás.
Delcídio relatou ao Ministério Público Federal que foi chamado por Lula, em meados de maio de 2015, em São Paulo, para ‘tratar da necessidade de se evitar que Nestor Cerveró fizesse acordo de colaboração premiada’.
Segundo o senador, Lula o teria incumbido de ‘viabilizar a compra do silêncio de Nestor’ para proteger o pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente.
Janot anotou em manifestação ao STF. “A respeito desse fato, há diversos outros elementos, tais como e-mail com comprovante de agendamento da reunião entre Lula e Delcídio no Instituto Lula, no dia 8 de maio de 2015; comprovantes de deslocamento efetivo do senador para São Paulo compatível com esta data; outros documentos que atestam diversas outras reuniões entre Lula e Delcídio no período coincidente às negociatas envolvendo o silêncio de Nestor Cerveró, além de registros de diversas conversas telefônicas mantidas entre Lula e (o pecuarista) José Carlos Bumlai e entre este e Delcídio”, afirma o procurador-geral da República. “Todos esses elementos estão encartados no aditamento de denúncia dos autos 4170.”
Delcídio afirmou que o filho de Bumlai, Mauricio Bumlai, pagou R$ 250 mil à família de Cerveró, ‘por interferência de Lula’. De acordo com o senador, Lula ‘pediu expressamente’ a Delcídio que ajudasse Bumlai, amigo do petista.
O ex-líder do governo contou em delação premiada. “O Lula tinha especial preocupação com a situação de José Carlos Bumlai porque eles ficaram muito próximos durante a primeira campanha de Lula à Presidência da Republica e depois disso, Bumlai se tornou o grande conselheiro de Lula, com forte influência em diversos negócios do governo, além de ter sido avalista de um empréstimo milionário obtido pelo PT junto ao Banco Schahin e de ter ajudado a construir, estruturar e organizar o Instituto Lula, entre outros.
O procurador-geral da República ainda levou em consideração, no pedido de aditamento à denúncia contra Delcídio, as gravações captadas por Bernardo Cerveró, filho de Nestor Cerveró. Em novembro de 2015, foi entregue por Bernardo Cerveró à Procuradoria-Geral da Republica um áudio ‘revelador da grande trama criminosa envolvendo a obstrução da presente investigação, por meio da compra do silêncio de Nestor Cerveró’.
“A partir daí as investigações ganharam novos contornos e se constatou que Luiz Inácio Lula da Silva, José Carlos Bumlai e Mauricio Bumlai atuaram na compra do silêncio de Nestor Cerveró para proteger outros interesses, além daqueles inerentes a Delcídio e a André Esteves, dando ensejo ao aditamento da denúncia anteriormente oferecida nos Autos 4170/STF”, afirma Janot.
“Os depoimentos de Nestor Cerveró deixam evidente que a intenção dos articuladores do silêncio de Nestor era esconder fatos ilícitos envolvendo Luiz Inácio Lula da Silva, José Carlos Bumlai, André Esteves, Delcídio Amaral, além de outras pessoas que possivelmente também integram a organização criminosa objeto deste inquérito.”
COM A PALAVRA, A ASSESSORIA DE LULA:
” A peça apresentada pelo Procurador-Geral da República indica apenas suposições e hipóteses sem qualquer valor de prova. Trata-se de uma antecipação de juízo, ofensiva e inaceitável, com base unicamente na palavra de um criminoso.
O ex-presidente Lula não participou nem direta nem indiretamente de qualquer dos fatos investigados na Operação Lava Jato.
Nos últimos anos, Lula é alvo de verdadeira devassa. Suas atividades, palestras, viagens, contas bancárias, absolutamente tudo foi investigado, e nada foi encontrado de ilegal ou irregular.
Lula sempre colaborou com as autoridades no esclarecimento da verdade, inclusive prestando esclarecimentos à Procuradoria-Geral da República.
O ex-presidente Lula não deve e não teme investigações.“
COM A PALAVRA, A DEFESA DE ANDRÉ ESTEVES
“A defesa de André Esteves reitera que ele não cometeu nenhuma irregularidade.”
COM A PALAVRA, DELCÍDIO AMARAL:
A assessoria informou que o senador não irá comentar o assunto hoje.

Fausto Macedo, Estadão


MEC revê base curricular e muda ensino médio

aluno-estuda-historia-ou-geografia-em-frente-a-local-de-prova-pouco-antes-do-inicio-do-enem-2011-que-tambem-funcinoa-como-vestibular-1319450273628_300x300

Após sofrer uma série de críticas de especialistas e 2 mil novas contribuições, o Ministério da Educação (MEC) lançou na terça-feira, 3, a segunda versão da Base Nacional Comum Curricular, atendendo às críticas em várias áreas, como História e Língua Portuguesa, e dando um novo perfil aos ensinos infantil e médio.
O texto agora segue para discussão e a previsão é de que até 24 de junho a versão definitiva esteja pronta.
Se o cronograma for seguido à risca, a versão final poderá começar a ser adotada no próximo ano. Mas, no primeiro momento, apenas pontos específicos seriam colocados em prática, com mudanças pedagógicas pontuais.
O conteúdo do documento deverá estar totalmente presente nos currículos das escolas somente em 2018.
Prevista no PNE (Plano Nacional de Educação), a Base Nacional Comum Curricular tem como meta preparar conteúdos mínimos para serem ministrados a alunos de todo o país e, com isso, reduzir as desigualdades de ensino.
O plano foi preparado por um grupo de 116 integrantes, de secretarias municipais e estaduais e de 38 universidades.
O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, avalia que a nova versão é muito mais avançada do que o texto inicial, apresentado há oito meses.
Ele destacou as mudanças na educação infantil. “Uma das críticas, bastante pertinente, defendia a necessidade de integrar melhor a educação infantil e alfabetização”, disse o ministro.
Na nova proposta, a educação infantil é separada em três faixas etárias (0 a 18 meses, 18 meses a 4 anos, e de 4 a 6 anos), alteração também feita depois das críticas durante o período de consulta pública.
Ensino médio
Ele citou ainda mudanças no ensino médio.
Pela proposta, dois terços do currículo serão constituídos por determinações da Base Nacional. O terço restante será preenchido por quatro áreas temáticas, compostas por 13 eixos tecnológicos, com maior ênfase ao ensino profissional.
O ministro observou que oito em cada dez estudantes que concluem o ensino médio vão para o mercado de trabalho. Só dois ingressam em universidades. “Daí a proposta que traz maior flexibilidade.” A nova versão segue agora para debates em redes estaduais e municipais de ensino.
O primeiro texto apresentava uma série de “omissões” em diversas disciplinas, segundo especialistas, que só agora foram revistas. As revoluções Industrial e Francesa, por exemplo, e a história das civilizações grega e egípcia não constavam no texto. Isso foi alterado.
“O currículo é pensado em unidades curriculares. Algo que dá mais liberdade para compor o conteúdo”, disse Mercadante.
O segundo avanço citado pelo ministro está na Língua Portuguesa, que na parte de Gramática foi alvo de queixas anteriores até de Mercadante. “Críticas haviam sido feitas de que a Literatura Portuguesa não estava presente. Isso foi mudado.”
Ele também elogiou a articulação entre leitura, oralidade, escrita e norma culta e a discussão sobre o que deve ser lido. “Há uma integração maior entre gramática e aprendizagem. Há uma visão mais integrada.”
Despedida
O evento de lançamento da Base Curricular teve tom de despedida do ministro. “Não deixe esse processo morrer”, afirmou Mercadante ao presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Eduardo Deschamps. “Não vai ter golpe na Base Comum Curricular. E se tentar, vai ter luta”, disse.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

UOL, com Estadão

Exército abre concurso com 440 vagas para formação de cadetes

25/05/2015. Crédito: Breno Fortes/CB/D.A. Press. Brasil. Dourados - MS. Apresentação do sistema de monitoramento de fronteiras Sisfron do Exército Brasileiro na 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada na Cidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul.
A Escola Preparatória de Cadetes do Exército abriu novo concurso público com 440 vagas para ingresso no curso de formação e graduação de oficiais de carreira da linha de ensino militar bélico, sendo 400 oportunidades para homens e 40 para mulheres. Para concorrer é preciso ter nível médio completo, idade entre 17 e 22 anos e ter altura mínima de 1,60m (homens) e 1,55m (mulheres).
As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até 28 de junho, pelo site http://www.espcex.ensino.eb.br. A taxa custa R$ 90. O concurso vai aplicar exame intelectual nos dias 10 e 11 de setembro (com questões de português, redação, física, química, matemática, geografia história e inglês) comprovação de requisitos biográficos, inspeção de saúde e exame de aptidão física.
O curso de formação de nível superior será realizado em cinco anos em regime de internato (a matrícula está prevista para ser realizada em 18 de fevereiro de 2017), nas instalações da EsPCEx, em Campinas/SP, com duração de um ano, onde o militar em formação recebe o título de aluno; e nos próximos quatro anos nas instalações da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em Resende/RJ, onde o militar em formação recebe o título de cadete.
Durante a realização do curso na Aman, o cadete do sexo masculino optará por um dos seguintes cursos: infantaria, cavalaria, artilharia, engenharia, comunicações, intendência e material bélico. Já a Cadete do sexo feminino, no processo de escolha, somente poderá optar pelos cursos de intendência ou de material bélico.
Correio Web

Justiça de SP envia pedido de prisão de Lula para Moro

lula

São Paulo – A Justiça de São Paulo enviou ao juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, um pedido de prisão preventiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
De acordo com informações de VEJA.com, os autos enviados pela juíza Maria Priscilla Oliveira, da 4ª Vara Criminal de São Paulo, acusam o petista de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica no caso do imóvel tríplex no Guarujá (SP).
Em março deste ano, a magistrada já tinha decidido encaminhar o processo para o juiz federal. Contudo, só agora os documentos foram enviados para a Vara Federal de Curitiba.
No entendimento da juíza, os crimes são de âmbito federal e podem estar relacionados ao esquema de corrupção na Petrobras.
“O pretendido nestes autos, no que tange às acusações de prática de delitos chamados de ‘lavagem de dinheiro’, é trazer para o âmbito estadual algo que já é objeto de apuração e processamento pelo Juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba/PR e pelo MPF, pelo que é inegável a conexão, com interesse probatório entre ambas as demandas, havendo vínculo dos delitos por sua estreita relação”, afirmou a juíza em sua decisão.
Como o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu a nomeação de Lula como ministro-chefe da Casa Civil, ele está sem o direito de foro privilegiado. A partir de agora, está nas mãos de Moro decidir se acata ou não o pedido de prisão do ex-presidente.
Sobre o tríplex
A investigação do Ministério Público Federal (MPF) diz que há evidências de que Lula recebeu valores provenientes do esquema de corrupção na Petrobras por meio de um repasse disfarçado para o imóvel no Guarujá (SP).
Ao menos R$ 1 milhão teria sido repassado pela construtora OAS por meio de reformas e móveis de luxo implantadas na propriedade. Apesar do petista negar a acusação, o MPF apurou que funcionários do apartamento confirmam o envolvimento de Lula e seus parentes com o imóvel.
Exame

terça-feira, 3 de maio de 2016

Dilma vai renunciar e pedir novas eleições, diz jornal O Globo

dilma
A presidente Dilma Rousseff pode enviar ao Congresso nos próximos dias uma proposta de emenda constitucional (PEC) para que novas eleições presidenciais sejam realizadas ainda neste ano. As informações são do jornal O Globo.
Segundo O Globo, a equipe do vice-presidente Michel Temer recebeu a informação de que Dilma estaria preparando um pronunciamento em rádio e TV em que renunciaria ao cargo e pediria ao vice para fazer o mesmo.
O programa seria veiculado na próxima sexta-feira, poucos dias antes do Senado votar se aceita (ou não) analisar o processo contra a presidente.
Na última semana, a oposição rechaçou qualquer possibilidade de realizar novas eleições presidenciais. A justificativa é a de que não há respaldo para novas eleições na Constituição nos casos em que apenas o presidente renuncia.
Próximos passos
A comissão especial que analisa o impeachment no Senado deve ouvir hoje três indicados pela oposição. São eles o procurador do Tribunal de Contas da União (TCU) Júlio Marcelo de Oliveira, o juiz José Maurício Conti e o jurista Fábio Medina Osório.
Na última semana, foram ouvidos os autores do pedido de impeachment e a defesa de Dilma.
Na quarta-feira (04), o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), relator da comissão, deve entregar seu parecer sobre o caso. O relatório deve ser votado pelo colegiado na próxima sexta-feira (06).
Caso o parecer seja favorável à continuidade do processo, ele será enviado ao plenário do Senado. Por lá, a votação deve acontecer no dia 11 de maio.
Se 41 dos 81 senadores entenderem que a denúncia deve ser aceita, Dilma Rousseff é afastada do cargo por 180 dias e o vice-presidente Michel Temer assume interinamente o cargo.
Exame

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Vítima reage e assaltante acaba morto em Macaíba




190 RN  – Um assaltante morreu ao ser baleado durante uma tentativa de roubo na manhã deste sábado (30) no distrito de Pé do Galo, na zona rural da cidade de Macaíba.
Segundo a Polícia Militar, três homens e uma mulher, divididos em dois veículos tentaram tomar de assalto uma caminhonete modelo Hilux. O que os criminosos não contavam era que a vítima estivesse armada e reagisse atirando contra eles. Um deles, ainda não identificado foi baleado e morreu ainda no local. Já os seus comparsas conseguiram fugir adentrando uma área de mata abandonando os veículos usados durante a tentativa de assalto.

“Eu quero entrar para a história” diz Vice-presidente Michel Temer

temer

Próximo da votação do impeachment, o grande desafio do peemedebista é a montagem do ministério, uma meta complicada frente à quantidade de partidos a atender e dos interesses em jogo
O vice-presidente da República, Michel Temer em seu gabinete no Anexo II do Palácio do Planalto, pode estar cada dia mais próximo de um possível governo. Segundo a revista Veja, o peemedebista enfrenta uma maratona diária de reuniões com políticos, conselheiros, aliados, todos sedentos por ocupar um lugar de destaque em seu eventual governo.
O grande desafio é a montagem do ministério, uma meta complicada frente à quantidade de partidos a atender e dos interesses em jogo.
O vice-presidente teria dito: “Eu quero entrar para a história”. Se chegar à presidência da República e conseguir encerrar o ciclo de recessão, viabilizar os investimentos privados e estimular a geração de empregos tem a chance de entrar para história brasileira. Esta deve ser sua grande aposta.
Advogado, Temer confessa ter pouco conhecimento sobre economia. Tarefa que deixará a cargo de Henrique Meirelles, presidente do Banco Central no governo Lula.
Em seu governo, a presidente Dilma se recusou a nomeá-lo para chefiar sua equipe econômica, e agora Mirelles deve assumir o Ministério da Fazenda caso ocorra um governo Temer.
Na semana passada, Temer solicitou que ele analise um documento entregue por Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, a Fiesp. Tal declaração propõe um grande corte de despesas e a venda de parte das estatais para reforçar o caixa.
Temer e Skaf se encontraram no Palácio do Jaburu, no domingo (24). O presidente da Fiesp afirmou ao vice que é possível reduzir “a zero” o déficit do governo em 2016, estimado em 96,6 bilhões de reais pelo governo petista, sem contar os gastos com o pagamento de juros da dívida.
Skaf ainda garantiu que pode zerar o déficit mesmo sem ressuscitar a CPMF, o imposto do cheque. O peemedebista encarregou Meirelles de ver quanto pode aproveitar das sugestões da Fiesp. Deseja que o futuro ministro feche uma proposta econômica que acabe de vez com a CPMF e reduza drasticamente o déficit projetado.
Temer planeja levar a nova meta fiscal ao Congresso no seu possível primeiro dia como presidente. Será seu ato inaugural. “Li o plano e gostei. Zerar o déficit sem recorrer a aumento de impostos me agrada”, declarou MIchel Temer. “Eu preciso mudar a meta fiscal de 2016 até para não começar meu mandato cometendo pedaladas fiscais”, continuou, referindo-se à acusação deu base para iniciar o processo de impeachment contra Dilma.
Por Notícias ao Minuto

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Governo do RN paga salários dias 6, 9 e 10 de maio

governadoria

O Governo do Rio Grande do Norte divulgou nesta quinta-feira (28) o calendário de pagamento do mês de abril dos servidores do estado. Os pagamentos começam a ser efetuados na próxima sexta-feira (6) e terminam na terça-feira, dia 10 de maio.
Na próxima sexta-feira (6) serão pagos os vencimentos de todos os aposentados, pensionistas, além dos servidores da Saúde, Educação, Justiça e Cidadania e Segurança (polícias militar e civil, Itep e Corpo de Bombeiros). Os funcionários dessas áreas somados aos aposentados e pensionistas correspondem a 92.384 servidores ou 93% da folha de pessoal do Estado.
Na segunda-feira (9) serão depositados os salários dos funcionários das pastas de Administração; Gabinete Civil; Consultoria; Procuradoria; Comunicação; Controladoria; Vice-governadoria; Planejamento; Tributação; Agricultura e Pesca; Desenvolvimento Econômico; Infraestrutura; Trabalho, Habitação e Assistência Social; Recursos Hídricos; Turismo; Assuntos Fundiários e Reforma Agrária; e Esporte e Lazer. E no dia 10, o governo deposita os vencimentos dos servidores da Administração Indireta.
As mudanças nos pagamentos dos servidores estaduais começou em dezembro de 2015. De lá pra cá, o Governo anuncia as datas de pagamentos nos últimos dias do mês. Os salários de janeiros foram pagos nos dias 4 e 5 de fevereiro. Os vencimentos de fevereiro foram depositados nos dias 3 e 4 de março. E os pagamentos referentes ao mês de março foram realizados nos dias 4 e 5 de abril.
DO G1/RN.

Felipe Maia rebate discurso do PT sobre processo de impeachment

Discurso Felipe Maia 280416
No dia 17 de abril foi dado um importante passo no processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, com a aprovação do pedido pelo plenário da Câmara dos Deputados. Em discurso na tribuna da Casa, nesta quinta-feira (28), o deputado Felipe Maia (DEM) destacou que os parlamentares demonstraram responsabilidade com os seus eleitores e com a Constituição Federal ao votarem “sim” pelo afastamento da chefe do Executivo.
“Parabéns aos 367 deputados que mostraram respeito ao ordenamento jurídico, que revelaram sensibilidade com o povo brasileiro, um povo traído, e com o trabalhador que teve os seus direitos e garantias tirados pelo governo do Partido dos Trabalhadores. Tenho orgulho de ter colocado o meu nome na história do Brasil como um deputado que buscou uma luz no fim do túnel, sempre respeitando a Carta Magna. Não sairia naquele domingo sem culpa se não tivesse tentado ajudar o meu país, buscando uma solução para a geração de emprego e almejando um governo que tenha planejamento e execução”, destacou.
Para o potiguar, integrantes da base governista assumem o discurso de chamar de “golpe” o processo de impeachment, mas que o fazem seguindo interesses próprio, pois, segundo Felipe Maia, há vários juristas nos quadros dos partidos aliados ao governo. “Essa é a velha e conhecida nuvem de fumaça do PT, que prefere fazer esse velho discurso já desgastado e desrespeitoso com o povo brasileiro. Nos quadros do partido existem vários juristas, profundos conhecedores da lei, e que se fazem de analfabetos jurídicos quando é do seu interesse. Fingem não conhecer a Constituição, a Lei do Impeachment e a Lei de Responsabilidade Fiscal, que trazem em seus artigos o embasamento legal para o pedido. Além disso, foi assinado por Hélio Bicudo, fundador do PT, que o fez em respeito à lei, mas em respeito, principalmente, aos 10 milhões de brasileiros desempregados”, ressaltou.
Felipe Maia destacou a falta de compreensão por parte do governo federal com o atual momento jurídico, político e econômico do Brasil. Por isso, segundo o democrata, os quadros do Partido dos Trabalhadores têm sofrido sucessivos desfalques, com a saída de nomes antigos na legenda. “Não quero meter minha colher no prato dos outros, mas está claro que não é apenas o povo brasileiro que se envergonha deste governo. Prefeitos, deputados desta Casa já saíram do PT, mudaram de partido para não manchar sua trajetória política e por terem vergonha de ver esse mar de lama que o Brasil está imerso. Prova disso é o Petrolão, que desviou R$ 50 bilhões dos cofres públicos. Por causa do governo do PT, a Petrobras deixou de ser a segunda maior empresa de energia do mundo para ser a segunda empresa de capital aberto mais endividada da América Latina”, afirmou.
Acreditar no governo que virá, “que não fica fazendo politicagem barata e já está pensando o futuro”, buscando nomes capacitados e conversando com o setor produtivo. “Vejo seu sucessor trabalhar em ideias para o futuro, já formar equipe técnica para gerenciar o país, pensando num projeto de Brasil. Esperamos encontrar a luz no fim do túnel, para que o povo brasileiro volte a ter dignidade e para que este Congresso volte a pautar e aprovar matérias de interesse nacional”, disse Felipe Maia.

Agência dos Correios de Sítio Novo é assaltada na manhã desta sexta-feira (29)

correios siito novo
Por Édipo Natan.
A agência do Correios de Sítio Novo foi mais uma vez assaltada. A ocorrência foi registrada na manhã desta sexta-feira(29).
Segundo populares, quatro homens estão envolvidos na ação e agiram utilizando um carro e uma moto. Eles invadiram o local, anunciaram o assalto e fugiram com destino ignorado.
A Polícia Militar faz diligências em busca dos acusados do crime. Mais informações a qualquer momento.

terça-feira, 26 de abril de 2016

Ator sofre derrame em gravação, entra em coma e desfalca Velho Chico

umberto
Intérprete do padre Romão de Velho Chico, o ator Umberto Magnani passou mal ontem (25) à tarde quando se preparava para gravar cenas da novela das nove nos Estúdios Globo, no Rio de Janeiro. Magnani teve um AVE (Acidente Cerebral Encefálico) no dia em que completou 75 anos. Ele está internado em coma profundo no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, Rio. Seu personagem deixará a novela. Na trama, ele receberá um chamado urgente para se tornar conselheiro do seminário de São Francisco das Chagas. Sua função na novela será assumida por Carlos Vereza, que interpretará o padre Benício.
“Desejamos ao nosso querido Humberto Magnani um pronto e feliz restabelecimento. O que será uma dádiva à bela pessoa que ele é e ao belo ator que sempre foi. E o Carlos Vereza, que daqui pra frente será o nosso padre, recebemos de braços abertos”, disse o autor de Velho Chico, Benedito Ruy Barbosa, em nota oficial da Globo. Segundo o site Notícias da TV, o desfalque obrigará Barbosa a reescrever várias cenas. Padre Romão é um personagem importante, que trafega por dois núcleos rivais, o liderado pelo coronel Afrânio (Antonio Fagundes) e o encabeçado por Santo (Domingos Montagner). Está presente em quase todos os capítulos nas próximas semanas de Velho Chico.